Quantas vezes na vida você ouviu as frases “me traz uma cerveja trincando” ou “tem aquela com o véu de noiva”? Realmente, quando se pensa em cerveja para o verão, instantaneamente vem à cabeça uma bebida extremamente gelada. Mas qual será a temperatura ideal para a cerveja mesmo nesta época de calor?

Quando levantamos em pauta as cervejas especiais, podemos grifar diversos pontos relacionados a temperatura. Isso porque existem inúmeros estilos e regiões nas quais o clima também influencia no serviço. Em alguns lugares da Europa, por exemplo, dependendo da estação do ano, bebe-se cerveja em temperatura ambiente. No Brasil, precisamos que ao menos ela esteja resfriada, levando em consideração o estilo, é claro!

Em nosso país existe um mito, implantado pelas grandes cervejarias na cabeça de seus consumidores, de que cerveja boa é aquela bem gelada. Porém, é provado cientificamente que temperaturas extremamente altas ou baixas atrapalham o trabalho das papilas gustativas. Isso já sugere que essa não é a temperatura ideal para a cerveja.

Mas qual será, então, a temperatura ideal para a cerveja?

Nesta matéria, o site Somos Todos Cervejeiros, do G1, fala sobre a temperatura ideal para a cerveja e como, através dela, é possível aproveitar os seus sabores e aromas. Segundo ela, a temperatura deve ser entre 2ºC e 5ºC para ter uma boa experiência de degustação, podendo variar de acordo com os estilos.

Na prática, quando você pede uma cerveja “estupidamente gelada” está solicitando uma experiência em que o sabor não é o protagonista. Já que o seu paladar será prejudicado pela temperatura da bebida. Quem ganha com isso são as cervejarias que fabricam produtos sem tanto cuidado com a qualidade. Elas utilizam de matérias-primas não tão seletas, trazendo um sabor menos aceitável em qualquer temperatura.

Já nas cervejas especiais, as temperaturas mais altas não são consideradas problema, já que, graças às matérias-primas mais selecionadas, o sabor tende a se intensificar. Em resumo: uma cerveja no estilo Lager, por exemplo, pode ser degustada a mais de 5ºC se a cerveja for especial. Caso seja um rótulo comercial, o sabor não será tão agradável nesta temperatura.

Outro fator primordial na cerveja é o colarinho. Não o evite. Ele é seu amigo. Ajuda a manter os aromas, a temperatura e também uma contaminação trazida pelos microrganismos do ar.

Conclusão

Então, levando em consideração todos esses fatores, a temperatura não deve ser a principal análise ao pedir uma boa cerveja. Caso isso esteja realmente lhe incomodando, verifique com o garçom ou sommelier responsável como está a temperatura. Se ela realmente é coerente com o estilo de sua escolha.

Serviços como manipulação de copos, assepsia das torneiras e armazenamento de barris ou garrafa são ímpares. É graças a eles que chega até sua mesa um produto de qualidade. Isso para que ele te faça ter sensações inesquecíveis. Já que essa é a função das cervejas especiais: te remeter a situações e lembranças agradáveis e te estimular a buscar novos sabores!

 

Renato Ribeiro, coordenador e Sommelier de Cerveja da Bier Vila